sexta-feira, 28 de janeiro de 2022

Esporte, País

Vídeo: Kajuru exige presença em CPI de piloto que morreu no acidente da Chapecoense

Acidente com avião da Chapecoense em novembro de 2016 matou 71 pessoas entre jogadores, tripulantes e jornalistas
Jorge Kajuru não sabia que piloto de avião que caiu com a equipe da Chapecoense morreu no acidente (Foto: Reprorução)
Jorge Kajuru não sabia que piloto de avião que caiu com a equipe da Chapecoense morreu no acidente (Foto: Reprorução)

O senador Jorge Kajuru (podemos-GO) fez um pedido no mínimo inusitado durante sessão da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Chapecoense no Senado Federal. O parlamentar exigiu a presença do piloto boliviano Miguel Queiroga e cometeu uma gafe ‘de matar’.

A presença do piloto não será possível porque Miguel Queiroga está entre as 71 vítimas fatais entre jogadores, funcionários, convidados e jornalistas que morreram no acidente aéreo ocorrido no dia 29 de novembro de 2016.

A solicitação errônea de Kajuru ocorreu logo após o depoimento da controladora de voo boliviana responsável por autorizar o voo, Celia Monasterio, que durou três horas por videoconferência

“Entendo que esse piloto deverá ser convocado por nós. Os verdadeiros culpados, a gente ainda não ouviu”, disse o parlamentar.

“Só não sei se aqui a CPI entende que ele deverá ser convocado. Será convocado? – insistiu Kajuru.

O presidente da comissão, o senador Jorginho Mello (PL-SC), alertou Kajuru sobre o equívoco.

“Senhor senador Kajuru, o piloto faleceu – disse Mello e, na sequência, explicou ao colega que a CPI já havia ouvido um áudio retirado da caixa preta do avião que mostra que, logo antes de a aeronave cair, o piloto disse “meu Deus!”.

Veja vídeo

MATERIAS RELACIONADAS

Copyright © 2022 Portal Tucumã.
Copy link
Powered by Social Snap