Portal Tucumã
Copyright ©2022 Portal Tucumã.
Todos os direitos reservados.

10 de agosto, 2022

VÍDEO: moradores do Alvorada fazem protesto contra medidores aéreos da Amazonas Energia

No mês passado funcionários da empresa tentaram fazer a instalação, mas foram impedidos pelos moradores
Moradores do Alvorada realizam mais um protesto contra medidores de energia. Foto: Reprodução

Manaus (AM) – Em mais uma manifestação os moradores do bairro Alvorada, na zona Centro-Oeste de Manaus, colocaram fogo em objetos e interditaram uma via pública em protesto contra aos medidores aéreos da Amazonas Energia.

No mês passado, os funcionários da concessionária foram expulsos e impedidos de instalar os novos medidores aéreos. Na época, os moradores alegaram que os novos medidores iriam apenas aumentar a conta de energia e não os beneficiaria.

Veja o protesto desta terça-feira:

De acordo com a Amazonas Energia os moradores do bairro Alvorada confundiram inspeções e leitura ou qualquer outro serviço de rotina da companhia com a instalação de medidores aéreos, que está suspensa devido a uma liminar.

A concessionária afirma ainda que “frequentemente as pessoas não querem mais deixar a empresa fazer as manutenções de rotina, serviços estes que ocorrem diariamente, como troca de postes, cabos, transformadores”.

Confira a nota completa:

Sobre os medidores inteligentes, a informação que a Amazonas Energia está instalando os equipamentos no bairro Alvorada está equivocada, ou confundida com inspeções e leitura ou qualquer outro serviço de rotina da Companhia. O sistema de medição inteligente não está sendo realizado devido a liminar.

Reforçamos que frequentemente as pessoas não querem mais deixar a empresa fazer as manutenções de rotina, serviços estes que ocorrem diariamente, como troca de postes, cabos, transformadores. A instalação da medição inteligente está suspensa até o momento.

Instalação de medidores proibido

Os novos medidores já foram alvo da CPI da Energia, na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), em que foi apontado pelo Instituto de Pesos e Medidas do Amazonas (Ipem) que os medidores aéreos cobravam valores acima do consumo na fatura.

Ainda no mês passado a Aleam aprovou o Projeto de Lei (PL) nº 259/2022, que proíbe a instalação de novos medidores de energia.

Receba notícias do Portal Tucumã no seu Telegram e fique bem informado! CLIQUE AQUI: https://t.me/portaltucuma

MATERIAS RELACIONADAS