Weintraub diz que grupos tentaram impedir a realização do Enem 2019

Abraham Enem 2019
Abraham Weintraub esteve nesta terça-feira (11) no Senado esclarecendo os problemas no Enem 2019.
Por João Paulo Castro
Publicado em 11/02/20 às 15h46

Foto: Agência O Globo

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, esteve nesta terça-feira (11) no Senado, em Brasília, prestando esclarecimentos sobre o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019.

Abraham Weintraub disse que alguns grupos de parlamentares, mídia e grupos econômicos agiram para que o exame não fosse realizado em uma espécie de “ato terrorista”.

“Desde o começo, alguns grupos parlamentares, alguns grupos econômicos e alguns meios de comunicação hegemônicos adotaram uma linha extremamente terrorista no processo”, disse Weintraub.

Mesmo sem apresentar provas, o ministro traçou três tipos de pessoas que se manifestaram a respeito do exame nas redes sociais. Segundo ele, são “militantes que se faziam passar por alunos e colocavam terror nas redes, pessoas que não estavam entendendo o processo do Sisu e alunos que foram mal, mas disseram para os pais ‘eu fui mal e a culpa foi do Abraham’”.

Interação

Abraham Weintraub disse que “interage muito nas redes” e que “acompanhou de perto a correção das provas”. No entanto, muitos problemas apareceram após a divulgação do resultado, mesmo ele afirmando que o Enem 2019 foi o melhor de todos os tempos.

O ministro afirmou que o Ministério da Educação (MEC) está movendo um processo administrativo contra a gráfica que apresentou os erros nas provas do Enem.

Falha no Sisu

No início de 2020 muitas pessoas reclamaram dos problemas no Sisu. Cerca de 5.100 estudantes foram prejudicados e mais de 4 milhões de provas tiveram o gabarito corrigidos novamente.

Da Redação com informações do G1

Abraham Enem 2019

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap